O período mais rico no desenvolvimento do Sistema Nervoso (SN) é o primeiro ano da vida, por causa das grandes alterações das estruturas e do aumento das redes de comunicação entre os neurônios. É um período de muitas novidades e aprendizagem.

Todos nós temos a capacidade individual para aprender novas opções de movimento, controlar o tal movimento em atividades funcionais e readquirir a função motora após a lesão, que é regulada pelo potencial existente e pelo ambiente criado para isso.

Muitas mães decidem voltar ao trabalho e optam por deixar seus filhos na creche, por isso é importante que tanto a família quanto a escola estejam preparadas para receber os bebês com microcefalia e propiciar os estímulos que ele necessita.

CTA MICROCEFALIA

Os profissionais de saúde que atuam em equipes multidisciplinares, como psicomotricistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, podem orientar as creches e escolas, compartilhando conhecimento e fornecendo ferramentas que:

  • Possibilitem que os cuidadores e professores promovam os estímulos necessários para auxiliar o desenvolvimento das crianças
  • Facilitem o trabalho de quem atua na escola

 

Confira 15 recomendações para estimulação de crianças com microcefalia:

1- Mantenha a criança bem alinhada no bebê conforto ou carrinho, se necessário use rolinhos de toalha ou almofadinhas

2- Carregue o bebê de barriga para baixo, apoiando uma das mãos sob a barriga e a outra entre as pernas

3- Durante as trocas de fraldas converse com o bebê, alongue as perninhas e movimente os quadris dele, rolando de um lado para outro

4- Mantenha o bebê de barriga para baixo utilizando um rolinho de toalha sob o peito, desta forma será mais fácil para manter a postura. Aproveite este tempo para interagir com o bebê

5- Sente a criança, usando apoio, se necessário

6- Olhe para o rosto da criança, enquanto conversa com ela

7- Chame a criança pelo nome e observe se ela responde

8- Faça gestos associados a palavras, como “tchau”

9- Fale o nome das coisas para a criança, dentro do contexto

10- Sempre que possível utilize acessórios coloridos como tiaras e óculos coloridos para que a criança mantenha a atenção no rosto do cuidador

11- Faça brinquedos com contraste (preto e branco ou preto e amarelo) e utilize os perto do rosto da criança para que ela consiga enxergar com mais nitidez

12- Utilize texturas diferentes como algodão, esponja e toalhas nos pés e nas mãos para oferecer estímulos sensoriais

13- Ofereça brinquedos que sejam fáceis de pegar com as mãos e estimule o bebê a explorá-los (bater em uma mesa, chacoalhar, jogar)

14- Faça massagens e diga o nome da parte do corpo que está massageando

15- Utilize brinquedos que emitam sons e luzes

 

Fonte: Creche Segura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *